:: Gente

Renato Paiva no velho continente

4/12/2018 14:56:00
Mesmo comandando a Webedia Portugal, Renato Paiva diz que a ligação com o Brasil continuará forte

Após papel chave na estratégia de negócios e na consolidação da estrutura comercial da Webedia Brasil nos últimos quatro anos, Renato Paiva (foto), vice-presidente de Publishing e IPs, está de mudança para Portugal onde vai fundar a nova operação da multinacional francesa de mídia digital. Além da popularidade que os verticais da Webedia já possuem com o público português por conta do mesmo idioma, os incentivos fiscais para novas empresas que investem no país, o bom momento da economia, a excelente infraestrutura tecnológica e mão de obra qualificada foram fatores decisivos para o sinal verde da cúpula em Paris. “Mesmo sem nossos ativos estarem hoje localizados para a região, o cenário positivo tornou Portugal uma escolha natural para a expansão global da Webedia”, afirma o executivo.

O faturamento de mídia do mercado português, segundo estimativas de consultorias internacionais, deve fechar 2018 acima de 600 milhões de Euros, cerca de R$ 2,5 bilhões. Dessa cifra, a mídia digital responde por 29%, um incremento de 19% em relação ao ano passado enquanto o crescimento total é de cerca de 3%. O CEO da Webedia Portugal afirma que a operação no país deve começar com estrutura própria e contratações de profissionais do mercado local. Oportunidades de aquisições também serão analisadas para impulsionar o crescimento e aumentar o portfólio de produtos, como ocorreu por exemplo no Brasil. “Serão vários desafios pela frente, mas antes temos que fazer a empresa crescer e se desenvolver desviando das barreiras culturais, tendo em conta as características deste mercado”, afirma o executivo, que inicia um período de transição até o final do ano dividindo seu tempo entre São Paulo e Lisboa, até fixar residência em definitivo na Europa a partir de janeiro.

Como último legado de sua gestão no Brasil, que teve início em dezembro de 2014, Renato Paiva aponta a reorganização da sua estrutura de Publishing como uma das mais importantes. “Conseguimos em tempo recorde criar novos processos, montar as equipes, além de viabilizar o investimento na estrutura física do nosso escritório. Como consequência desta estrutura, conquistamos o respeito do mercado e dos clientes, com entregas comerciais sempre acima das expectativas”, comemora.

Mesmo comandando a Webedia Portugal, Renato Paiva diz que a ligação com o Brasil continuará forte por conta das sinergias dos dois mercados e do próprio peso da operação brasileira na estratégia global da Webedia, atrás apenas da matriz na França. “A operação Portuguesa foi criada graças aos ativos brasileiros. Além disso, a Webedia está se tornando uma empresa cada vez mais global, o que significa que o Brasil, Portugal ou qualquer outro país terão oportunidades de participar de projetos integrados para todos os países em que a empresa atua”, conclui.

Hoje, o TudoGostoso lidera a audiência dos verticais da Webedia Brasil em Portugal, com destaques também para o Minha Vida e AdoroCinema. Uma das primeiras missões de ordem prática será implementar a localização de todos os verticais e, num segundo momento, ampliar a atuação para Brand Publishing e o mercado de influenciadores. “Levaremos as marcas e seus pilares editoriais criados no Brasil, mas contrataremos jornalistas para localizar seus conteúdos, respeitando tanto a gramática quanto questões culturais”, afirma.

O modelo de unidades de negócios criado este ano no Brasil deverá ser implementado na medida em que o grupo conquistar resultados em sua nova operação. Além do Brasil, a Webedia também opera hoje nos EUA, Reino Unido, França, Alemanha, Espanha, Turquia, México e Arábia Saudita.



Voltar



Siga Mega Brasil


Copyright Mega Brasil Comunicação - Todos os direitos reservados