:: Tome Nota

Já deixou de ser luxo

9/12/2019 14:32:00
Ângela Crespo recebe Alexandre Fontes, superintende de operações da Veloe no programa Consumo em Pauta desta semana

Funcionando há um ano, a Veloe é a mais nova empresa de pagamento automático de pedágios e estacionamentos. Ela é uma unidade de negócios da Alelo, parceria entre Banco do Brasil e Bradesco.

A expectativa da nova empesa é abocanhar uma fatia deste mercado que tem grande perspectiva de crescimento, uma vez que o Brasil tem 60 milhões de veículos e menos de 10% aderiram ao pagamento automático de pedágios e estacionamento nas cinco empresas que operam neste mercado.

Para falar sobre como contratar o serviço de pagamento automático de pedágios e estacionamento, as condições, as responsabilidades do motorista, etc., a jornalista Angela Crespo recebe Alexandre Fontes, superintende de operações da Veloe no programa Consumo em Pauta desta semana, a parir das 16 horas desta segunda-feira, 9 de dezembro.

A Veloe conta com operações em todas as rodovias pedagiadas e nos estacionamentos mais relevantes em todos os Estados do País. “O serviço é importante e agrega valor para o dia a dia do motorista”, destaca Fontes. Entretanto, há barreiras que precisam ser quebradas para maior adesão dos donos de veículos. Entre elas o entendimento da economia de tempo numa viagem ou na saída do shopping e, principalmente, sobre o pagamento de mensalidade. “O mecanismo de receita nosso é a mensalidade. As concessionárias de rodovias não repassam nenhum centavo para as empresas de pagamento automático de pedágios e estacionamento”, explica Fontes.

Para que o brasileiro experimente o serviço da Veloe, a empresa abriu mão da mensalidade por 12 meses aos novos clientes. Para quem tem relacionamento com Banco do Brasil e Bradesco, são 24 meses de isenção. E o consumidor pode desistir do contrato do serviço a qualquer momento, sem cobrança de multas.

Para contratar o serviço de pagamento automático de pedágios e estacionamento da Veloe, o consumidor deve entrar no site da empresa. “A jornada do consumidor na contratação é 100% digital”, comenta Fontes. No site ele pode fazer a opção de plano pré-pago ou pós-pago. No pré, ele faz a antecipação do crédito e vai baixando enquanto usa o serviço. Já no pós-pago, vai acumulando o valor usado num determinado período. Encerrado o ciclo, é emitida uma fatura digital pela Veloe com todos os lançamentos e o valor é debitado na conta corrente ou lançado na fatura do cartão de crédito na data do vencimento escolhida pelo consumidor.

Ao aderir a um dos planos, o consumidor receberá da Veloe uma etiqueta adesiva, que, obrigatoriamente, deverá ser colada do para-brisa do veículo, para que a leitura nas cancelas de pedágios e estacionamentos possa ser feita de forma correta e rápida. Fontes assinala que a etiqueta é vinculada a um veículo, portanto, não pode ser repassada a outro. “A colagem do para-brisa”, conforme superintende de operações da Veloe, “é uma questão de segurança. Isso porque, a etiqueta, em contato com o corpo cria uma dificuldade de funcionamento e pode até provocar acidentes se uma cancela no pedágio não abrir.”

Para saber mais sobre o serviço de pagamento automático de pedágios e estacionamento da

Veloe, acesse a Rádio Mega Brasil Online nesta segunda (9/12), às 16 horas. Reapresentações na terça, às 9 horas, e na quarta, às 20 horas em www.radiomegabrasilonline.com.br - ou acesse a edição em vídeo na TV Mega Brasil, nosso canal no Youtube.

.

Voltar



Siga Mega Brasil


Copyright Mega Brasil Comunicação - Todos os direitos reservados